Método Pilates e sua íntima relação com os músculos estabilizadores - Qualytá - Pilates e Treinamento Funcional
Estamos de volta!
12/02/2017
Crossfit x Dieta Citogênica (Por Vinícius Valois)
13/04/2017
Exibir tudo

Método Pilates e sua íntima relação com os músculos estabilizadores

O corpo humano caracteriza-se por ser uma máquina muito complexa, onde determinadas estruturas, muitas vezes, apresentam mais de uma função. Dentro dessa premissa, temos os músculos estabilizadores, estruturas importantíssimas na biomecânica humana, mas que na maioria dos treinamentos são ignorados pelos mais diversos profissionais. Tal negligência é um erro grave, uma vez que sem fortalecimento, contribuímos para um padrão de movimento biomecânico errado, premissa importante para o surgimento das lesões.

Qual papel dos músculos estabilizadores?

Independente do grupo muscular a ser referido, esses músculos oferecem sustentação  para que as articulações realizem movimentos nos mais diferentes planos, proporcionando padrões de movimentação organizados e mais eficientes.

Por exemplo, pensando na região lombar, se os estabilizadores dessa região estiver fracos ou inibidos, as vértebras ficarão instáveis. Por consequência, mais pressão será exercida sobre os discos intervertebrais. Tal processo, a longo prazo, pode favorecer o aparecimento  de uma hérnia de disco na região.

O mesmo raciocínio deve ser realizado quando é analisado o papel do grupo muscular manguito rotador. Uma negligência em seu fortalecimento, pode levar a graus elevados de instabilidade e desorganização do padrão de movimento da articulação, propiciando o surgimento de lesões articulares.

De modo geral, esses músculos não apresentam função estética, mas quando bem trabalhados, permitem que os demais sejam hipertrofiados e fortalecidos de maneira mais fácil.

Ao estudar o método Pilates, percebemos facilmente que o princípio de centralização (considerado a alma do Pilates) se define como o fortalecimento dos músculos estabilizadores  lombares. Tal grupo muscular, nomeado por Joseph Pilates como Power House, norteia toda aplicação do  método Pilates, somando forças aos demais, oferecendo ao praticante uma melhora na capacidade funcional.

Referências Bibliográficas

BARR, K.P; GRIGGS M; CADBY, T. Lumbar stabilization: A review of core concepts and current literature, part 2. Am J Phys Med Rehabil. 2007; 86:72-80, doi: 10.1097/01.phm.0000250566.44629.a0.

BERGMARK, A. Stability of the lumbar spine: a study in mechanical engineering. Acta Orthop Scand. 1989;230 (Suppl 60):20-4.

. Exercise therapy for treatment of non-specific low back pain. Cochrane Database Syst Rev 2005. CD000335

Hall CM, Brody LT. Exercício terapêutico: na busca da função. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2001.

Hodges PW, Richardson CA. Inefficient muscular stabilization of the lumbar spine associated with low back pain: A motor control evaluation of transversus abdominis. Spine. 1996; 21:2640-50

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *