Pilates no tratamento da dor lombar - Qualytá - Pilates e Treinamento Funcional
Crioterapia No Pós Operatório de LCA
05/07/2018
Exibir tudo

Pilates no tratamento da dor lombar

A dor lombar é uma disfunção musculoesquelética de alta incidência e de natureza multifatorial. Essa disfunção atinge aproximadamente 80% da população ocidental pelo menos uma vez ao longo da vida e 5-15% dos casos se tornam crônicos. A dor lombar crônica inespecífica é definida como dor e disfunção persistente por mais de três meses sem causa clara e específica e corresponde a mais de 85% dos casos de dor lombar.

No sistema musculoesquelético, especificamente na coluna lombar, a ação conjunta e integrada de três subsistemas é o fator exigido na manutenção da estabilidade dessa região. Esses três subsistemas, responsáveis pela estabilidade da coluna lombar, são denominados: ativo, que é composto pelos músculos e tendões da região ventral e dorsal do tronco; passivo, formado pelas estruturas articulares da coluna; e neural, constituído pelas estruturas nervosas aferentes, eferentes e os centros de controle neural. Entre os três subsistemas apresentados por Panjabi, pesquisas apontam que sujeitos com dor lombar crônica inespecífica  apresentam  alterações, principalmente nos subsistemas ativo e neural, uma vez que estes proporcionam estabilidade tanto em condições estáticas como dinâmicas. Na condição estática, a manutenção da estabilidade ocorre por meio da co-contração dos músculos abdominais e paravertebrais (multífidos e oblíquo interno/ transverso do abdômen), o que aumenta o stiffness intervertebral. Contudo, o aumento da co-contração entre os músculos superficiais (iliocostal/reto abdominal) pode representar uma estratégia compensatória à dor lombar e que acarreta em instabilidade segmentar, sendo um padrão observado em indivíduos com dor lombar crônica.

Atualmente, os exercícios denominados estabilização segmentar lombo-pélvica são indicados na fisioterapia para a prevenção e reabilitação da dor lombar de origem desconhecida. Os exercícios de estabilização segmentar lombo-pélvica são caracterizados por isometria, baixa intensidade e ativação sincronizada dos músculos profundos do tronco. Entre os exercícios de estabilização segmentar lombo-pélvica, estão os do método Pilates, que possuem como objetivo a automatização de padrões de recrutamento muscular, bem como a melhora do condicionamento dos músculos do tronco, diretamente relacionados com a manutenção da estabilidade da região lombar.

O método Pilates possui 6 princípios, imprescindíveis para a prática dos exercícios:  a concentração, a centralização, a respiração, o controle, a precisão, a fluidez. A centralização destaca-se entre os princípios desse método, e refere-se à manutenção da contração  isométrica dos músculos estabilizadores da coluna (transverso abdominal, oblíquo interno e multífidos). A maior ativação dos músculos estabilizadores articulares e o aumento da co-contração antagonista são algumas das estratégias existentes de controle motor que buscam preservar ou manter a estabilidade de uma articulação. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi analisar o efeito imediato de uma sessão de exercícios do método Pilates sobre o padrão de cocontração (agonista/antagonista) dos músculos superficiais (iliocostal lombar e reto abdominal) e profundos (oblíquo interno e multífidos) do tronco em indivíduos com e sem dor lombar crônica inespecífica.

Inscreva-se no curso de formação completa em Pilates da Qualytá cursos. Vamos te ensinar tudo o que o método Pilates pode oferecer para a rotina profissional do Fisioterapeuta e do professor de Educação Física.

Acesse www.qualytapilates.com.br

 

SILVEIRA, Aline Prieto de Barros et al . Efeito imediato de uma sessão de treinamento do método Pilates sobre o padrão de cocontração dos músculos estabilizadores do tronco em indivíduos com e sem dor lombar crônica inespecífica. Fisioter. Pesqui.,  São Paulo ,  v. 25, n. 2, p. 173-181,  jun.  2018 .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *